quinta-feira, 27 de abril de 2017

Música ao vivo nos palcos de Feira

QUINTA-FEIRA (27/04)            


*SARAU LITERÁRIO
Mercado de Arte Popular – 19h
Centro

*JEAN SANTANA E ALAN EMANUEL
(Samba e Sertanejo)
O Boteco – 21h
Ville Gourmet

*GUYMEO
(Pop)
A Vendinha – 21h
Cidade Nova

*SANDRO PENELÚ
(Pop e Mpb)
Los Pampas – 20 h
Av. Contorno

*FLÁVIO BASTOS
(Mpb)
Barrius – 20h
Chácara São Cosme

*GELIVAR SAMPAIO
(Seresta)
Bengos Bar – 21h
Estação Nova

*GRUPO AUDÁCIA PURA
(Samba)
Seu Zé – 21h
Kalilândia

*ASA FILHO
(Mpb)
Cidade da Cultura – 20h
Conjunto João Paulo


SEXTA-FEIRA (28/04)

*ELIOMAR
(Mpb)
Quiosque dos Amigos – 20h
Praça Duque de Caxias

*URI BECHEN
(Mpb)
Frango na Brasa – 21h
Jomafa

*ALAN OLIVEIRA
(Pop e Mpb)
Los Pampas – 20 h
Av. Contorno

*DI NASCIMENTO
(Mpb)
Quiosque do Mazinho – 21h
Praça de Alimentação

*BIANCA NOGUEIRA
(Mpb)
Mercado 153 – 19h
Shopping Boulevard

*DANÚBIA BRANDÃO E ALEX
(Mpb)
Cidade da Cultura – 21h
Conj. João Paulo

*GELIVAR SAMPAIO
(Seresta)
Bengos Bar – 22h
Estação Nova

*MAZINHO VENTUTINI
(Voz e teclados)
14 Bis - 22h
Av. Getúlio Vargas


SÁBADO (29/04)

*JOÃO BOSCO E CONVIDADOS
(Mpb)
Mercado de Arte Popular – 10h
Centro

*URI BECHEN
(Mpb)
Fly Risort – 11h
Conj. Viveiros

*GRUPO PAGODE DO SEGREDO
(Samba)
Oca – 17h
Fraga Maia

*LUCIANO ROCHA
(Mpb)
Quiosque dos Amigos – 20h
Praça Duque de Caxias

*DI NASCIMENTO
(Mpb)
Frango na Brasa – 20h
Jomafa

*SANDRO PENELÚ
(Pop e Mpb)
Los Pampas – 20 h
Av. Contorno

*ALAN OLIVEIRA
(Mpb)
Quiosque do Mazinho – 20h
Praça de Alimentação

*MARCOS HEYNNA
(Afropop)
Cidade da Cultura – 21h
Conj. João Paulo

*THIAGO AQUINO
(Sertanejo universitário)
Sport Bar – 22h
Rua São Domingos

*GELIVAR SAMPAIO
(Seresta)
Bengos Bar – 22h
Estação Nova


DOMINGO (30/04)

*ALISSON SANTOS
(Mpb)
Restaurante Meu Café da Manhã – 11h
BR 324 – Px. Amélia Rodrigues

*URI BECHEN
(Mpb)
Fly Risort – 11h
Conj. Viveiros

*JAM NA CUCA
(Jazz)
Teatro de Arena do Cuca – 17h
Centro

*ALAN OLIVEIRA E CELLY NOBLAT
(Mpb)
Quiosque dos Amigos – 18h
Praça Duque de Caxias

*ELIOMAR SANTOS
(Mpb)
Quiosque do Mazinho – 19h
Av. Getúlio Vargas

*KAROL REIS
(Mpb)
Quiosque do Valmir – 20h
Praça de Alimentação

*No destaque, o cantador feirense Asa Filho

Mais sarau promovido pela Academia Feirense de Letras


quarta-feira, 19 de abril de 2017

Inscrições abertas para Prêmio Educador do Ano 2017

Encontra-se aberto o  Edital de convocação para o Prêmio Educador do Ano Luiz Viana Filho, edição 2017, da Academia de Educação de Feira de Santana, com inscrições a  serem  feitas  até   14   de agosto deste  ano,  através do e-mail: academia.edufsa@gmail.com.
Criado em abril de 2010, o Prêmio Educador do Ano Luiz Viana Filho  tem por objetivo homenagear o Professor, no pleno exercício da atividade de magistério (docência, gestão, supervisão, coordenação), autor ou executor de uma experiência inovadora que tenha contribuído para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Município de Feira de Santana.
O educador selecionado  receberá Certificado e Medalha de Mérito em sessão solene a ser realizada em data e local a serem previamente anunciados. Este Prêmio foi criado como uma forma de homenagear aquele que foi o responsável pela implantação da Universidade Estadual de Feira de Santana, o Governador Luiz Viana Filho, quando assinou o Decreto 21.583, de 28 de novembro de 1969, criando a Fundação Universidade e nomeando o seu primeiro Conselho Diretor, responsável pela organização e instalação da UEFS.
*Com informações da Assessoria
*Foto: Ex-Governador Luiz Viana Filho

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Exposição "Amém & Axé" mistura religião e arte

O Centro Cultural Solar Ferrão, localizado no Pelourinho, em Salvador, traz uma nova exposição temporária. Desta vez, misturando arte e religiosidade, a exposição “Amém & Axé”, está aberta à visitação pública, retratando duas vertentes religiosas, através das fotografias de Ricardo Sena e das esculturas de santos católicos, no estilo kitsch, da artista Giórgia Legalle. A mostra pode ser conferida até o dia 30 de abril.
As esculturas de santos da Igreja Católica como São Cosme e São Damião, Santa Bárbara, Nossa Senhora Aparecida, Santo Antônio e orixás como Iemanjá, são feitos em pintura automotiva, com auto brilho e fosca Hi-Tec. Além desta técnica, existe a linha floral e com aplicações de contas, pérolas e outros elementos de caracterização e customização. Já a parte “Axé” é composta de fotografias de Ricardo Sena, que trabalha com a luminosidade em suas fotos, remetendo a uma “pomba da paz”. O fotógrafo mostra um recorte em fotografias, todas em preto e branco, sobre festividades e rituais das religiões de matriz africana, tendo como geografia do trabalho as cidades de Salvador, Santo Amaro, Cachoeira e a Ilha de Itaparica.
*Com informações da Secult/Bahia

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Chico Mazzoni expõe "Retratos do mundo flutuante"

“Retratos do mundo flutuante” é o título da mostra do artista visual, cenógrafo, restaurador e arquiteto, Chico Mazzoni, que entra em cartaz na Capela do Museu de Arte Moderna da Bahia, em Salvador. Com 31 quadros, o artista imprime a influência da cultura japonesa em seus trabalhos, com uma expressão plástica que transita entre a figuração e a abstração.
De acordo com o artista, as primeiras culturas que o atraíram logo na infância foram a egípcia e a japonesa. Entretanto, nesta exposição, é a cultura japonesa que se destaca em suas influências, pela sua estranheza e o seu imaginário. Chico Mazzoni já realizou 17 exposições individuais entre 1983 e 2015 e participou de 58 exposições coletivas entre 1972 e 2017.
A visitação pode ser feita até 7 de maio, de terça a domingo, das 13h às 19h.
*Foto: Saulo Kainuma

terça-feira, 4 de abril de 2017

Museu expõe acervo especial de medalhas

Para homenagear a cidade de Salvador pelos seus 468 anos, o Museu Eugênio Teixeira Leal traz a exposição de um acervo especial composto por medalhas, entre outras peças, que retratam eventos e locais que fazem parte da história da cidade. Com curadoria de Euler Oliva, pode ser conferida até o dia 25 de abril, com acesso gratuito. Outra mostra que pode ser conferida é "Outro dia no paraíso?", uma parceria com estudantes do curso de museologia da UFBA, na qual mostra os contrastes urbanos e sociais da "cidade da música". Fica em cartaz até o dia 05 de maio, também aberto ao público.
O Museu Eugênio Teixeira Leal está localizado na Rua do Açouguinho, Largo do Pelourinho é especializado em moedas e condecorações e tem um acervo composto por mais de 6000 peças. Tem apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura do estado da Bahia (SecultBa).
As visitas podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 9h às 18h. Sábados, 13h às 17h e aos domingos, das 10h às 14h.
*Com informações da Assessoria
*Foto: Imagem do Google

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Academia inaugura espaço cultural no MAP

A Academia Feirense de Letras inaugurou recentemente, no Mercado de Arte Popular, o “Espaço Literário de Feira de Santana”, voltado para divulgação e comercialização de livros, CD's, DVD's, revistas e demais produtos relacionados ao universo cultural de nossa cidade, o espaço está instalado no Box C8 e estará sempre aberto à comunidade. A iniciativa é do ativista cultural, advogado e presidente da Academia, Emanoel Freitas. A ação também conta com a participação da Academia de Letras e Artes e do Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

O surgimento do Informativo Cultural


No dia 13 de julho de 1988, nascia, em Feira de Santana,  o “Informativo Cultural”, um tabloide semanal, fundado por Tião Pereira e Sandro Penelú, o único jornal de cultura da região, um veículo que, anos mais tarde, seria imitado por praticamente todos os setores da imprensa local, efervescendo definitivamente a vida cultural da cidade, incentivando produtores e artistas a mostrarem seus trabalhos.
Hoje, lido por pessoas de todos os recantos no mundo, graças à Internet, o Informativo Cultural segue cumprindo o seu papel de divulgar e valorizar a cultura e os artistas de Feira de Santana - Bahia.
Na foto, a equipe de colaboradores do IC. Da direita para a esquerda: Giovanni, Alessandro, Tião Pereira (o idealizador do projeto) Cristiane e Penelú.